domingo, 16 de julho de 2017

Greve de professores em Itagimirim termina após um mês; categoria fez acordo com prefeitura

A greve dos professores municipais de Itagimirim, no sul da Bahia, terminou na noite de quinta-feira (13), depois de completar 30 dias. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, após a Justiça conceder liminar favorável aos profissionais. Cerca de 1.780 estudantes devem retornar às escolas na próxima segunda-feira (17).

As aulas serão retomadas, conforme a presidente APLB, em Itagimirim, Gilvana Brito. No total, 119 professores aderiram à mobilização, nas sete escolas do município. A categoria deflagrou a greve no dia 13 de junho, após a negativa da prefeitura em rever um decreto de redução do salário, que girava em torno de 20% a 25%.

Na época, a prefeita de Itagimirim, Devanir Brillantino, explicou que não houve uma redução de salário, mas sim, uma readequação no plano salarial. Gilvana Brito informou que, além da concessão da liminar, foi feito um acordo entre as partes para que sejam revisados os percentuais de redução do salário dos profissionais. "A maior parte da categoria resolveu acordar que, até o dia 31 de dezembro deste ano, o percentual será diminuído e vai haver uma reformulação do plano de carreira", explicou.

A presidente disse ainda que um novo calendário letivo será feito, para que os estudantes não sejam prejudicados pelo atraso por conta da greve. "As aulas serão repostas. A APLB tem obrigação de refazer o calendário e já estamos trabahando nisso", pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário