terça-feira, 10 de outubro de 2017

Dom Gilson destaca importância da Renovação Carismática Católica no mundo


Foto: Jocinere Soares / Tribuna do Recôncavo
No último domingo (08) o Congresso Estadual da Renovação Carismática na Fonte Nova foi encerrado com uma Missa presidida pelo bispo auxiliar de Salvador, Dom Gilson Andrade da Silva e concelebrada por Frei Cristóvão e presbíteros. Contou também com a presença de seminaristas, diáconos, religiosos, religiosas e do público de carismáticos presentes no Congresso. Em sua homilia Dom Gilson destacou a importância da Renovação Carismática Católica no mundo.
O bispo iniciou sua pregação saudando a todos e ressaltando que o Congresso era uma fonte de graças e ao entrar no local já sentia um pouco a força desse nome “Fonte Nova” e com certeza essa fonte nova era a obra que o Espírito Santo estava fazendo no coração de cada um.
“Durante esses 50 anos o que a Renovação tem feito? A que tem se dedicado a Renovação? No último Congresso falei da importância dos grupos de oração e queria dizer outra coisa, foi uma missão que continua sendo a missão que está no coração da Renovação ao longo desses 50 anos, como sua primeira pregação, o anúncio do amor de Deus. Quando fazemos o seminário de vida no Espírito, qual a primeira pregação e a mais importante senão a mais importante? Porque isso é o fundamento da nossa vida. O amor de Deus é a força que a gente tem na vida e deu para a Renovação esse carisma de anunciar o amor de Deus. Somos enviados nesse tempo da bondade, da misericórdia do Senhor para espalhar o amor de Deus a todas as pessoas. O Senhor deseja frutos novos de todos, porque todos nós estamos sendo questionados, eu como bispo estou sendo questionado: qual é a missão do bispo hoje? “Ressaltou também que quando era jovem e os pastores tinham dificuldade de aceitar a Renovação : “Eu era jovenzinho e a gente não podia se reunir na Paróquia porque era proibido. E a RCC cresceu, cresceu e agora meus irmãos nós temos que questionar, como é que o Senhor quer que a Renovação continue tendo forças hoje? O que conta são os frutos que a Renovação é chamada a dar hoje; a Renovação tem feito seu caminho, procurando responder ao Senhor, mas cada um de nós devemos estar prontos para responder ao Senhor e cada vez mais nós entendermos que não podemos fazer isso sozinhos, precisamos está próximo dos pastores, daqueles que podem nos guiar. ”
E concluiu sua fala citando o Papa Francisco quando celebrou o Jubileu de Ouro da RCC em Roma: “ 50 anos é um momento da vida oportuna para parar e fazer uma reflexão, metade da vida; é um momento para ir em frente com mais força, deixando para trás a poeira do tempo que permitimos que se acumulasse e agradecendo aquilo que recebemos e enfrentando o novo com a confiança na ação do Espírito Santo.”

Matéria: Jocinere Soares
Fonte: Tribuna do Recôncavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário