terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Preso por estuprar jovem em boate teria abusado de outra mulher no local, diz MP-BA

O homem de 34 anos que foi preso por suspeita de estuprar uma jovem de 18 anos dentro de uma boate da cidade de Jacobina, foi denunciado por outra mulher que diz ter sido abusada por ele no mesmo dia e no mesmo local. A informação foi divulgada pela promotora Tarsila Honorata Macedo da Silva, do Ministério Público da Bahia.

A promotora abriu um novo processo contra ele. Conforme o órgão, a segunda vítima, que não teve identidade divulgada, tomou coragem de denunciar o suspeito, Marcus Rodrigues Machado, após ver na imprensa a repercussão do primeiro caso envolvendo a jovem de 18 anos. O suspeito está preso no Complexo Policial da cidade de Jacobina.

Com relação ao suposto segundo abuso sexual na boate, o advogado de defesa de Marcus informou que não poderia passar informações por causa do sigilo do processo, mas disse acreditar que o cliente seja inocente. Com relação ao caso da jovem de 18 anos, a audiência está marcada para o próximo dia 1º de março, no Fórum Dr. Jorge Calmon, em Jacobina. O suspeito será ouvido, mas a sentença só deve ser dada após o depoimento da vítima.

A vítima vai ser ouvida em Senhor do Bonfim, onde mora, em data ainda não divulgada. O suspeito foi denunciado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) à Justiça, no dia 15 de janeiro, por conta do crime contra a jovem de 18 anos. Conforme o órgão, a Promotoria de Justiça de Jacobina requereu, ainda, a manutenção da prisão preventiva de Marcus Machado durante o trâmite processual.

O MP pediu também o decreto do sigilo do processo para preservação da intimidade da vítima. A justiça manteve a prisão de Marcus após audiência de custódia realizada na tarde do dia 8 de janeiro. O juiz também decidiu converter a prisão em flagrante do suspeito em prisão preventiva, quando não há prazo para expirar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário