terça-feira, 27 de novembro de 2018

Seis mulheres são vítimas de feminicídio a cada hora no mundo, diz dados da ONU

A cada hora seis mulheres foram vítimas de assassinatos cometidos pelos seus companheiros, ex-maridos ou familiares, segundo dados de 2017 da ONU. “No mundo todo, em países ricos e pobres, um total de 50.000 mulheres são assassinadas todo ano por companheiros atuais ou passados, pais, irmãos, mulheres, irmãs e outros parentes, devido ao seu papel e a sua condição de mulheres”, denunciou o relatório.

De acordo com o relatório de domingo (25), e elaborado pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime, 58% de todos os assassinatos de mulheres em 2017 foram cometidos por companheiros ou familiares, o que faz com que o ambiente doméstico seja um "lugar mais perigoso para as mulheres". As regiões com maior incidência são África e as Américas.

Na África, o índice é de 3,1 vítimas de feminicídio a cada 100 mil mulheres segundo o G1. Já nas Américas, o número cai para 1,6. Na Oceania, 1,3. Os dados mais baixos estão na Ásia, com 0,9, e na Europa, 0,7. A partir desse contexto, a ONU considera importante envolver os homens na luta contra o feminicídio. Além disso, deve-se "desenvolver normas culturais que se afastem da masculinidade violenta e dos estereótipos de gênero".

0 comentários:

Postar um comentário