quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Movimento no comércio varejista cresce em relação ao ano passado no Natal

Diferentemente de comemorações como Dia das Crianças, Dia dos Pais, Dia das Mães, dia dos Namorados, entre outros, essa é uma data muito mais ampla. Todo mundo compra presente de Natal! Da mesma forma, toda empresa pode vender no natal. Isso porque a festa se dá não só pelos presentes, mas pela ceia, decoração, dentre outros, o que movimenta diversos mercados, ainda que indiretamente. Apesar da lenta recuperação da economia no país e do ambiente de incertezas, a maior parte dos consumidores mantiveram a tradição e ir às compras neste Natal, movimento que aqueceu as vendas do varejo em 2019.
É o que revela pesquisa realizada Pelas Entidades Empresariais – ACESAJ, CDL e SINCOMSAJ – de Santo Antônio de Jesus. Considerando os dados levantados do período de 20 (quarta-feira) a 24 (segunda) de dezembro de 2018, comparadas aos dados do período entre 20 a 24 de novembro de 2017. As vendas do comércio no Natal cresceram cerca de 4,36% em 2018 ante 2017. Além de contar com variedades e preço baixo, os consumidores contam no mês de dezembro com a campanha natalina das Entidades Empresariais, que têm como objetivo estimular o movimento do comércio, sorteando prêmios para aqueles que comprarem acima de cinquenta reais nas lojas que aderiram à campanha.

Para atender à demanda, o comércio em geral ampliaram o horário de atendimento, seguindo o documento com as sugestões do SINCOMSAJ para funcionamento entre os dias 03 de dezembro e 01 de janeiro, o que estendeu o prazo para os consumidores irem as ruas. Para o presidente da CDL de Santo Antônio de Jesus, Ruben Barbosa, os resultados positivos deste ano são decorrentes a uma melhora da economia. “A família está menos endividada neste dezembro, em relação ao ano passado. Com isso abriu-se o espaço para a compra. A taxa de juros não cresceu. O índice de emprego por carteira assinada também está melhorando. Com esses índices melhorando, as pessoas estão consumindo mais”, explica. (Acesaj)

0 comentários:

Postar um comentário