segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Vereadores de Maragogipe acionam a Justiça para anular eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal

Vereadores de Maragogipe estão tentando anular a eleição da Câmara da cidade, pois acusam o atual presidente, Luisinho Ribeiro, de “rasgar a Lei Orgânica Municipal e o Regimento Interno”. Após recolherem documentos e ouvirem ex-vereadores, os cinco edis da oposição ingressaram com um processo judicial, solicitando a anulação da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Maragogipe. O grupo entende que ela também não obedeceu a Lei Orgânica Municipal.
Eles citaram que a eleição para a Direção da Câmara iria acontecer em 29 de novembro de 2018, mas que votaram uma emenda para antecipá-la, no entanto, no dia 28 de novembro, o presidente da Casa decretou a nulidade da emenda por falta de cumprimento de formalidades. Segundo o vereador Fernando Cardoso (PSD), isso foi uma estratégia, pois o grupo que estava no poder “sabia que a eleição estava perdida naquele dia”.
Cardoso denuncia que o diretor da Câmara possui mais de 20 anos ocupando o cargo e que a eleição da Mesa Diretora tem que ocorrer na última sessão do período legislativo, o que não ocorreu. A eleição foi realizada no dia 13 de dezembro, enquanto que a última sessão foi no dia 20 do mesmo mês, descumprindo o que determina a Lei Orgânica Municipal.
Os vereadores da oposição também questionam a reeleição dos vereadores Luisinho e Juninho da Colônia, para os cargos de presidente e vice-presidente. Eles acreditam que a Justiça acatará os seus argumentos e anulará a eleição. Outra denúncia é que somente os oposicionistas estão sem receber salários desde dezembro.

0 comentários:

Postar um comentário