quinta-feira, 26 de setembro de 2019

- Foto: Agência Brasil A Organização das Nações Unidas apontou através de um relatório a estimativa de que quase 7 mil bebês morrem todos os dias antes de completar um mês de vida. O documento ainda pede a nações que adotem medidas para melhorar a situação. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciaram que as taxas de sobrevivência de recém-nascidos vêm melhorando desde 2000, mas cerca de 2,5 milhões de bebês morreram em 2018. - Anúncio - Reportagem da Agência Brasil destaca que o relatório aponta que uma em cada 37 mulheres na África Subsaariana morre durante a gestação ou o parto. O documento lembra que mulheres no parto e seus bebês enfrentam risco maior em países em que há conflitos ou crise humanitária, como Síria e Venezuela, pela falta de acesso a tratamentos essenciais. (BN)

-
Foto: Agência Brasil
A Organização das Nações Unidas apontou através de um relatório a estimativa de que quase 7 mil bebês morrem todos os dias antes de completar um mês de vida. O documento ainda pede a nações que adotem medidas para melhorar a situação.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciaram que as taxas de sobrevivência de recém-nascidos vêm melhorando desde 2000, mas cerca de 2,5 milhões de bebês morreram em 2018.
- Anúncio -
Reportagem da Agência Brasil destaca que o relatório aponta que uma em cada 37 mulheres na África Subsaariana morre durante a gestação ou o parto. O documento lembra que mulheres no parto e seus bebês enfrentam risco maior em países em que há conflitos ou crise humanitária, como Síria e Venezuela, pela falta de acesso a tratamentos essenciais. (BN)

0 comentários:

Postar um comentário