sexta-feira, 17 de abril de 2020

Novo ministro da Saúde indica poucas mudanças e defende alinhamento com Bolsonaro

-
Foto : Alan Santos/PR
Recém-empossado como novo ministro da Saúde, Nelson Teich indicou um alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro em ações contra o coronavírus no país. Ele assumiu o cargo ontem (16), após a saída de Henrique Mandetta. Durante a noite, Nelson Teich participou de uma live com o presidente, que apontou que o antecessor dele estava “desafinado”.
Teich disse ser necessário considerar “as condicionante sociais da Saúde” e relacionou uma piora sensível na economia a um dano de grandes proporções na condição médica dos brasileiros. “Eu estou pensando em pessoas, em sociedade. Se você pega a parte mais humilde, a pessoa que perde o emprego vai ter menos dinheiro para tocar a vida dele, tocar os filhos dele”, declarou.
O novo ministro destacou a necessidade da economia retornar à atividade o mais rápido possível. ”Tudo isso tem que ser trabalhado de uma forma combinada”, afirmou. Ainda durante a live, o ministro afirmou que “os medicamentos que não têm comprovação definida você cria alguns critérios e disponibiliza para aquelas pessoas que você acredita que o benefício pode ser maior que o malefício”. Ele também disse que a prescrição será responsabilidade do médico, o que também já ocorre. (Metro1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário