segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Bahia vira sobre Coritiba e volta a vencer fora de casa na Série A

 

-
Élber comemora um dos gols no triunfo sobre o Coritiba (Foto: Igor Barrankievcz/FotoPressPR)

A boa fase realmente voltou no Bahia. Nesta segunda-feira (16), o tricolor bateu o Coritiba por 2×1, no estádio Couto Pereira, embalou a quarta vitória seguida na temporada e abriu oito pontos para a zona de rebaixamento.

Além do resultado positivo fora de casa – o segundo no Brasileirão -, o tricolor ainda quebrou o tabu de 35 anos. Desde 1985 o Esquadrão não vencia o Coritiba fora de casa pela Série A.

Com o triunfo, o Bahia chega aos 28 pontos e se mantém na nona colocação do Brasileirão. O próximo adversário do tricolor será o Red Bul Bragantino, na próxima sexta-feira (20), em Bragança Paulista.

Primeiro tempo aberto

Antes do início da partida, foi prestado um minuto de silêncio em homenagem ao técnico Carlos Amadeu, que faleceu no último domingo (15). Quando a bola rolou, o Coritiba só precisou de dois minutos para surpreender o Bahia e abrir o placar.

O passe de Mattheus encontrou William Matheus completamente livre. O lateral foi na linha de fundo e cruzou restairo. Anderson Martins não conseguiu cortar e Giovanni Augusto apareceu completando para as redes e colocando os donos da casa em vantagem.

Enquanto o Bahia tentava mostrar organização no meio e ataque após o gol, a defesa tricolor continuava apresentado falhas. Na descida rápida do Coxa, o sistema defensivo bateu cabeça e Matheus Salles quase marcou o segundo.

Depois de conseguir tirar a pressão inicial do Coritiba, o Bahia passou a se sentir mais confortável no jogo, mas o tricolor abusava em desperdiçar as poucas chances claras que conseguia criar.

Na jogada individual, Élber ganhou marcador e chutou cruzado, mas pegou fraco na bola e facilitou a defesa de Wilson. Na sequência foi a vez de Fessin aparecer sozinho na área, mas testou pra fora após o cruzamento de Nino.

No momento em que o Bahia parecia mais próximo do empate, a defesa tricolor voltou a aprontar. Aos 34 minutos, Wilson cobrou o tiro de meta, Anderson Martins não conseguiu cortar na primeira e na sequência chutou em cima de Neilton. A bola sobrou para Giovanni Augusto que avançou e mandou para as redes.

Aí o árbitro de vídeo entrou em ação. O juiz de campo foi para a tela, viu toque de mão de Neilton e anulou o gol do Coxa. Na cobrança da falta, o Bahia bateu rápido. Matheus Bahia fez a jogada pela esquerda e achou Élber. O camisa 7 limpou o marcador e chutou forte, no canto de Wilson, empatando o jogo aos 35 minutos. 

Antes do fim do primeiro tempo o Bahia quase chegou ao segundo. Gregore saiu tabelando e ficou de cara com Wilson. Na hora do chute, o volante foi travado pela marcação. Seria um golaço.

Virada tricolor
O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro terminou: com chance para os dois lados. O chute de Fessin passou perto. A resposta do Coritiba veio em chute de Neilton que Douglas salvou.

Mano Menezes então partiu para as mudanças. Zeca e Rossi entraram nas vagas de Matheus Bahia e Fessin. Antes deles, Juninho e Rodriguinho também haviam entrado.

Aí a partida sofreu uma queda técnica. O duelo passou a ficar travado no meio-campo e pouco efetivo. Quando o Bahia chegou na frente, o gol da virada saiu.

Aos 26 minutos, Zeca cruzou na área, Rossi tentou fechar, mas a bola passou direto e morreu no fundo das redes de Wilson, virando o jogo para o Esquadrão. Na comemoração, o lateral tricolor se emocionou bastante. Vale lembrar que ele ficou afastado do elenco por um tempo por causa do falecimento de sua mãe. 

Após o gol, o Bahia passou a administrar o jogo. Pouco incomodado pelo Coritiba, o Esquadrão cozinhou o confronto até o fim e comemorou o quarto triunfo seguido no campeonato. 

FICHA TÉCNICA
Coritiba 1 x 2 Bahia
Campeonato Brasileiro – 21ª rodada

Local: Couto Pereira, em Curitiba
Data: 16/11/2020 (segunda-feira)
Horário: 18h
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho, com Thiago Duarte Peixoto e Gustavo Rodrigues de Oliveira (todos de SP)

Cartões amarelos: Robson, Mailton, Giovanni Augusto (Coritiba) / Daniel, Rodriguinho, Ronaldo, Gregore (Bahia)

Gols: Giovanni Augusto (Coritiba) / Élber, Zeca (Bahia)

Coritiba: Wilson; Maílton, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Sales (Pablo Thomaz), Mattheus (Sarrafiore) e Giovanni Augusto; Neilton (Rodrigo Muniz) e Robson. Técnico: Pachequinho. 

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Anderson Martins (Juninho) e Matheus Bahia (Zeca); Gregore, Ronaldo e Daniel (Rodriguinho); Fessin (Rossi), Élber (Marco Antônio) e Gilberto. Técnico: Mano Menezes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário