segunda-feira, 11 de setembro de 2017

SAJ: Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro realiza primeira Missa Festiva da sua padroeira


Neste domingo(10/09) aconteceu a festa da padroeira Nossa Senhora do Perpétuo, no Cajueiro, em Santo Antonio de Jesus, Diocese de Amargosa, após o novenário preparatório, cujo tema foi “ Igreja comunidade: família de famílias.” Durante as nove noites cada celebrante conduzia a assembleia a refletir acerca do tema de cada noite, tendo como referência de família, a Sagrada Família de Nazaré : Jesus, Maria e José; bem como a estrutura familiar , sendo esta a primeira igreja doméstica onde se inicia a vida cristã dos filhos e acerca dos problemas que estão afetando várias famílias da sociedade e afastando-as da igreja.
A celebração Eucarística teve início às 10 horas, sendo presidida pelo bispo diocesano, Dom Valdemir e contou com a participação do pároco anfitrião, Wilson Vitoria, e dos párocos da cidade: padre Nelson Franco(Paróquia Santo Antonio); padre Marco Antonio(Paróquia São José) e padre Almiro Rezende(Paróquia Nossa Sra. das Graças) e dos seminaristas Cristian e Anderson.
Durante a celebração, a assembleia foi convidada a refletir acerca da Santíssima Trindade(Pai, Filho e Espírito Santo), três pessoas perfeitamente iguais e que vivem uma para a outra e nessa comunhão de amor é que está pautado o modelo ideal de família(a Sagrada Família de Nazaré),e esta imagem deve servir de exemplo para todas as famílias da sociedade, refletindo a imagem de Deus, sendo um santuário de amor, esperança, alegria, generosidade, de vida em comunhão.

Dom Valdemir iniciou sua pregação frisando que era a primeira festa celebrada como Paróquia na comunidade e por isso tinha um gosto especial; mencionou a imagem da Santíssima Trindade, apresentada na liturgia, representando segundo ele, a unidade e a comunhão da igreja que tem como missão a evangelização. Ele salientou que nós precisamos ser como Maria: “Precisamos ser como Maria discípula e missionária do próprio filho e nós temos essa afeição, essa veneração à mãe de Deus por causa da sua fé, do seu sim a Deus. (…)refletia também acerca do papel de São José, na Sagrada Família: “São José, era um exemplo de pai, de esposo, de homem trabalhador.
E Jesus, como filho, crescia em estatura, graça, sabedoria e obediência aos seus pais.”
A celebração foi encerrada com a bênção final e logo após o padre Wilson reforçou o convite, convidando a assembleia a participar da procissão às 4 horas pelas ruas da cidade e logo após a bênção do Santíssimo.

Jocinere Soares/Tribuna do Recôncavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário