quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Na Arena Fonte Nova, Bahia e Atlético-PR abrem quartas de final da Sul-Americana

Pela primeira vez em sua história nas quartas de final da Copa Sul-Americana, o Bahia pensa em ir além. Para isso, a equipe precisa passar pelo compatriota Atlético-PR. O primeiro duelo entre as equipes será na noite desta quarta-feira (24), às 21h45, na Arena Fonte Nova. Em um momento de confiança, o Tricolor chega nesta fase após eliminar Blooming, Atletico Cerro e Botafogo.

O jogo contra o alvinegro foi marcado pela passagem emocionante do Tricolor na disputa de pênaltis. "A gente está aqui para levar o Bahia o mais alto possível. Temos mais essa oportunidade. A gente já fez, estando nas quartas de final. Mas queremos mais. Temos a consciência de que podemos alcançar voos maiores", declarou o atacante Edigar Junio.

Ciente da dificuldade que o adversário pode apresentar durante a partida, o técnico Enderson Moreira afirmou que o Tricolor precisa ser intenso nos primeiros noventa minutos. "Fora de casa eles têm feito bons jogos, prova disso foi o jogo com o São Paulo. A gente precisa fazer um jogo intenso, ser uma equipe organizada, dar poucas oportunidades e criar situações para ter vantagem no próximo confronto", explicou segundo o Bahia Notícias.

Para a partida, a equipe não terá o retorno do lateral-esquerdo Léo, que segue suspenso. Os atacantes Gilberto e Elber, lesionados, também ficam de fora. Na lista de inscritos da competição, o Bahia adicionou o zagueiro Ignácio e o lateral-esquerdo Paulinho. Os dois entram nos lugares do meia Régis e do lateral-direito João Pedro Ribeiro.

O Furacão, que eliminou Newell's Old Boys, Peñarol e Caracas, quer seguir adiante para voltar a disputar uma final internacional. Para isso, o meia Nikão, que já passou pelo Bahia, quer aproveitar os erros do time da casa.

“O Bahia é um adversário muito difícil. Tem uma torcida muito grande, que com certeza vai lotar e apoiar bastante. É uma equipe que tem seus pontos fortes, que é atacar bastante. Entretanto, também tem pontos fracos. Temos que buscar dentro daquilo que eles deixam a desejar, para que a gente possa aproveitar as oportunidades e concluir, pois sabemos que um golzinho fora de casa é muito importante”, disse.

Sem desfalques, a equipe deve ter uma mudança no time titular. A tendência é de que o argentino Lucho González entre no lugar de Wellington no meio de campo. Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca e Paulinho; Elton e Gregore; Clayton  Ramires e Zé Rafael; Edigar Junio. Técnico: Enderson Moreira.

0 comentários:

Postar um comentário