WhatsApp 75 8836-7094

terça-feira, 9 de abril de 2019

Municípios baianos podem aderir ao Programa Crescer Saudável para o enfrentamento à obesidade infantil


Foto: Pixabay
Os municípios baianos que participam do Programa Saúde na Escola (PSE) poderão aderir, até o dia 12 de abril, ao Programa Crescer Saudável, para o biênio 2019/2020. O Programa consiste em um conjunto de ações a serem implementadas no âmbito do PSE, com o objetivo de contribuir com a prevenção, o controle e o tratamento da obesidade infantil.
Os municípios que aderirem ao programa receberão incentivos financeiros para realizar ações de vigilância nutricional; promoção da alimentação adequada e saudável; incentivo às práticas corporais e de atividade física; e ações voltadas para oferta de cuidados para as crianças que apresentam obesidade. A adesão pode ser realizada através do módulo do PSE, no portal e-Gestor da Atenção Básica, no endereço: dab.saude.gov.br/portaldab…
Segundo o coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação do Estado, Fabio Barbosa, a adesão reforçará as ações de prevenção à saúde já executadas pelo PSE. “Os municípios deverão atingir as metas a partir de ações como avaliação do estado nutricional dos estudantes; da oferta de atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável; e da oferta de atividades coletivas de promoção das práticas corporais e atividades físicas, além de atender aos estudantes identificados com obesidade através de intervenção e cuidado na rede de atenção à saúde do município. Assim, todas as ações visam contribuir para o desenvolvimento integral dos estudantes, sendo fundamental que os municípios baianos façam a adesão e, principalmente, implementem as ações nas unidades escolares”, afirmou.

Adesão ao PSE
Este ano, o Programa Saúde na Escola chegou a 100% de adesão dos municípios baianos, ou seja, as 417 cidades do Estado aderiram ao programa nacional que, na Bahia, é realizado pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado (SESAB), com duração de 24 meses e contempla as escolas públicas do município, independentemente da esfera administrativa (estadual, municipal e/ou federal). O objetivo principal do programa é a atenção integral à saúde dos educandos da rede pública, através de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde de forma a empoderá-los para o reconhecimento e, consequentemente, o enfrentamento das situações que os tornam vulneráveis e que possam vir a comprometer o seu pleno desenvolvimento.

0 comentários:

Postar um comentário