quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Crianças e adolescentes se automutilando torna-se frequente em escolas de Mutuípe

Automutilação de adolescentes dentro de unidades escolares torna-se frequente
Foto: reprodução Aliança da Misericórdia.
Uma informação de automutilação de crianças e adolescentes em escolas de Mutuípe chegou a redação do Mídia Bahia na segunda-feira (5), e foi confirmada nesta quarta pela secretaria de assistência social do município.
De acordo com o pai de uma menor de identidade não revelada, a diretoria da escola municipalizada Rui Barbosa foi alertada da ocorrência de automutilação de adolescentes dentro da unidade, principalmente nos banheiros, em contato com a secretária de Trabalho e Assistência Social Meyre Rocha, a redação do MB foi informada que a automutilação tem ocorrido não só na unidade citada, mas sim em diversas escolas: “Na verdade isso tem acontecido não só no Rui Barbosa, ontem estivemos reunidos durante toda a tarde, para dialogamos sobre um projeto que será executado nas escolas até o fim do mês em parceria com as secretarias de educação e saúde. Isso tem acontecido com muita frequência, e eu já tenho até uma certa experiência na área, pois já vinha registrando casos desde o IF Baiano, e esse projeto precisa ser executado junto com as famílias.” Declarou a secretária.
Na manhã desta quarta-feira (7), o padre José Roberto esteve no programa Acorda Vale da Rádio Interativa, e após a entrevista ele foi questionado sobre o problema, segundo ele as pessoas que se automutilam sofrem de alguma dor e encontram no corte algum tipo de alívio.

O que é automutilação?

É quando o indivíduo decide intencionalmente ferir o próprio corpo com algum objeto cortante, sem a intenção de suicídio. Apesar de em primeiro momento não ter esse objetivo, o ato pode representar o início da vontade de tirar a própria vida, pesquisas apontam que cerca de 50% dos que se automutilam, tentam suicídio em algum momento.
Psicólogos ouvidos pela reportagem dizem que entre os motivos estão: brigas com familiares, ou com cônjuge, problemas escolares ou com amizades.

0 comentários:

Postar um comentário