segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Cachorros e gatos podem ter febre amarela?

21/01/2018 17:36
Algumas cidades do Brasil estão sofrendo com o aumento dos casos de febre amarela, uma doença transmitida pela picada de mosquitos infectados e que pode ser fatal. Em São Paulo e no Rio de Janeiro milhares de pessoas estão ficando horas nas filas dos postos de vacinação. Mas, e os animais de estimação, eles não precisam ser protegidos também? Não, eles não precisam. Cachorros e gatos não pegam febre amarela . Caso um mosquito portador do vírus ARN, causador da doença, pique um cão, o máximo que acontecerá com ele será coceira no local. O mesmo acontece quando o inseto é transmissor da dengue. Mas isso não significa que os animais estão totalmente protegidos, outras doenças podem afetá-los.
Doenças transmitidas dos mosquitos para os animaisAs principais doenças transmitidas dos mosquitos para os cães e gatos são leishmaniose e dirofilariose, ambas graves. Leishmaniose: Por ser uma zoonose, doença que também é transmitida para os humanos, normalmente os animais que a adquirem são encaminhados para a eutanásia. Porém, no final de 2016 foi autorizada uma medicação para animais contaminados e recentemente uma família ganhou na justiça o direito de tratar seu cachorrinho . A contaminação acontece após a picada do mosquito flebótomo fêmea.
Dirofilariose: Também conhecida como verme do coração, a  dirofilariose é outra zoonose. É transmitida dela picada de mosquitos fêmeas dos gêneros Aedes, Culex e Anopheles. A maior parte dos casos está em cidades litorâneas, mas também pode ocorrer no interior. O uso de repelentes ajuda na prevenção. 
Meu animal está com sintomas da febre amarela, o que pode ser?
A febre amarela possui sintomas comuns a outras doenças, exatamente por isso o rápido diagnóstico em humanos é tão complicado. No caso dos animais, esses sintomas indicam outras doenças, a mais comum delas é a Erlichiose, também conhecida como doença do carrapato.
Diferente da babesiose , a erlichiose se aloja nos glóbulos brancos do sangue e causa febre, secreção nasal, perda de peso, letargia e sangramentos intensos. Transmitida pela picada do carrapato marrom, também pode contaminar o animal através de agulhas contaminadas e transfusões sanguíneas. A multiplicação da doença é rápida e pode levar o animal a morte. Por isso, mesmo que animais de estimação não sejam afetados pela febre amarela, o tutor não pode relaxar e deve usar todas as formas de proteção contra insetos e carrapatos. (iG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário