segunda-feira, 15 de julho de 2019

Levantamento mostra que 54% dos brasileiros têm HPV

-Foto: g-stockstudio/Thinkstock/Getty Images
Foto: g-stockstudio/Thinkstock/Getty Images
O papilomavírus humano, o famoso HPV, pode nunca ter aparecido nas conversas com suas amigas ou na sua timeline, mas ele está mais próximo do que você imagina. Segundo uma pesquisa conduzida pelo Ministério da Saúde junto com o Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre (RS), divulgada nesta segunda-feira (27), 54,6% dos brasileiros têm o agente infeccioso. O que isso significa? Que milhões de pessoas estão sujeitas a sofrer com esse vírus que é o principal causador do câncer de colo de útero nas mulheres e de tumores no pênis na ala masculina. Aliás, de acordo com o novo levantamento, entre os que carregam o HPV, 38,4% apresentam tipos considerados de alto risco para câncer. Embora a vacina seja a principal forma de se proteger contra o papilomavírus, a camisinha também é importante. E, no estudo do Ministério da Saúde, somente metade dos voluntários (51,5%) disse que costuma usar preservativo. Hábitos que predispõem à infecção, como ter múltiplos parceiros, foi identificado em 83,4% dos entrevistados.

Tá tudo dominado

A seguir, confira a prevalência de infecção por HPV nas cidades avaliadas:
1. Salvador (BA): 71,9%
2. Palmas (TO): 61,8%
3. Cuiabá (MT): 61,5%
4. Macapá (AM): 61,3%
5. São Luís (MA): 59,1%
6. Porto Alegre (RS): 57,1%
7. Rio Branco (AC): 55,9%
8. Vitória (ES): 55,1%
9. Aracaju (SE): 54,6%
10. Rio de Janeiro (RJ): 54,5%
11.  Teresina (PI): 54,3%
12. Goiânia (GO): 54,1%
13. Fortaleza (CE): 53,4%
14.  Porto Velho (RO): 52,9%
15. Natal (RN): 52,9%
16. São Paulo (SP): 52%
17. Boa Vista (RR): 51%
18. Belém (PA): 50,8%
19. Manaus (AM): 50,3%
20. Curitiba (PR): 48%
21. João Pessoa (PB): 45,6%
22. Maceió (AL): 45,1%
23. Florianópolis (SC): 44%
24. Recife (PE): 41,2%
Em Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Belo Horizonte (MG) não foram coletados dados suficientes para estabelecer a prevalência.
Participaram da pesquisa 5.812 mulheres e 1.774 homens de 27 cidades brasileiras e com uma média de idade de 20,6 anos. A maioria declarou estar em um relacionamento estável, sendo que 41,9% estão namorando e 33,1%, casados. (Boa Forma)

0 comentários:

Postar um comentário